Pião
Imprimir
PDF

É hora de colocar o pião para rodar!

Você já brincou de pião alguma vez? Se já, que maravilha, com certeza se divertiu bastante! Mas se você nunca colocou o pião para rodar, não sabe o que está perdendo! Calma, não precisa ficar triste por isso. Aqui você vai aprender tudinho sobre como brincar com um pião. Primeiro vamos saber um pouquinho mais sobre essa brincadeira dos tempos do vovô e que ainda hoje é bastante praticada em nosso país.
Tradicionalmente, o pião é feito de madeira, em formato cônico, e tem um barbante enrolado, que vai ajudá-lo a rodar. Muitos têm a ponta de ferro, para fazer com que o brinquedo gire mais rápido. Atualmente existem diversos piões feitos com outros materiais, como plástico.
A origem do pião é incerta, mas existem relatos de que gregos e romanos já usavam o brinquedo na pré-história. O pião mais antigo do mundo foi encontrado na cidade grega Tebas. Acredita-se que ele é datado de 1250 a.C.. Dizem que as crianças romanas da antiguidade tinham o pião como o jogo preferido.
No Brasil o pião chegou através dos colonos portugueses. Mesmo sendo algo tão antigo, muitas crianças ainda fazem malabarismos com o pião. É emocionante observar o pião rodando no chão!
Como a brincadeira se espalhou por todo o nosso país, as regras de como jogar o pião variam entre as regiões. O jeito mais básico de brincar é arremessá-lo no chão usando a corda. O objetivo na maioria das vezes é fazer com que o brinquedo fique mais tempo rodando. Tem também o chamado ‘pião de dedo’, que não vem com a corda. Esse é um pião menor e é girado com o polegar e o indicador.

Quer saber como jogar pião de corda? Então siga as regrinhas das modalidades mais conhecias!

Jogo simples ou Roda Pião:
Enrole a corda no corpo do pião e depois puxe, soltando o pião no chão. É preciso que o chão seja liso. Nessa modalidade o único objetivo é conseguir fazer o pião rodar. Não há desafio entre os participantes.

Caça:
Depois de soltar o pião no chão, tente ‘caçá-lo’ com a mão. O jeito é tentar pegar entre os dedos indicador e médio. Com o pião na mão, o jogador tem que ficar o maior tempo possível com ele rodando para ganhar. A competição pode ficar ainda mais difícil se o pião for colocado para passar de mão em mão entre os participantes. Quando o pião parar de rodar na mão de alguém, ele ‘morre’ e o jogador é eliminado. Temos ainda mais uma forma de caça. Joga-se o pião no ar, logo após soltar da corda, e coloca para rodar na mão antes mesmo dele chegar ao chão.

Cela:
Desenhe um grande círculo no chão, que vai ser chamado de cela. No meio faça um círculo menor (rodinha). Através de sorteio escolha os dois primeiros jogadores, um vai rodar o pião e o outro vai colocar o pião no círculo menor dentro da cela. Quem rodar o pião vai ter o objetivo de bater no pião da rodinha, tentando quebrá-lo ou só tirar de lá. Se o jogador não consiga tirar nenhum do círculo ou não rode o suficiente, ele fica no círculo e dono perde a vez. Quando um pião é retirado por outro, o dono tem o direito de voltar a jogar com seu pião na roda. Outro jeito de jogar a cela é colocar todos os piões lá dentro da rodinha e escolher o primeiro jogar. O iniciante pega o seu pião e joga dentro da cela sobre os que estão na rodinha. Usando a habilidade, o jogador tem que conseguir puxar o pião para fora da cela. Se não conseguir, o pião está perdido e fica na cela. Se conseguir retirar outro pião de dentro, o participante ganha o pião retirado.

Bata:
Para essa modalidade é preciso uma bolinha de madeira, do tamanho da de pingue pongue. Faça um campo, com tamanho combinado entre os participantes, e faça dois gols nas extremidades. Coloque a bolinhas, chamada de bata, no meio do campo. Após um sinal, os jogadores – pode ser um ou mais de cada lado – jogam os piões paras tentar bater na bola e levá-la em direção ao gol.